sábado, 12 de março de 2011

QUEM ERA LÚCIFER ANTES DE SE TORNAR SATANÁS – 2ª PARTE




















PARTE II


QUEM ERA LÚCIFER ANTES DE SE TORNAR SATANÁS – 2ª PARTE
http://abibliatinharazao.blogspot.com/2008/08/quem-era-lcifer-antes-de-se-tornar.html

Segundo o dicionário Michaelis a palavra “guerra” significa: 1 Luta armada entre nações, por motivos territoriais, econômicos ou ideológicos. 2 Campanha. 3 Luta. 4 Arte militar. 5 Ciência de conduzir um exército em campanha, entre outras definições. 

No estudo da semana anterior, em Apocalipse 12:7 lemos sobre uma “guerra” no céu. Lúcifer tinha traçado um plano para tomar o lugar de Deus, com ele uma terça parte dos anjos o apoiavam. Miguel (MIYKA´EL), um dos três grandes anjos, enfrentou Lúcifer. Por um breve momento vamos tentar imaginar o que seria este verdadeiro duelo de titãs. Através da Bíblia sabemos que anjos são seres poderosíssimos, alguns tinham armas (espadas de fogo), que não morrem e não se ferem. Imagine uma guerra onde ninguém se cansa, ninguém se fere e ninguém morre. É uma guerra sem fim, e esta tinha tudo para ser uma guerra eterna.     

Ao que podemos perceber Deus não se manifestou no sentido de parar a guerra antes mesmo que ela começasse Deus já sabia de todas as coisas por causa de sua onisciência. Se Deus atuasse antes mesmo dos pensamentos de Lúcifer, Deus estaria agindo contra aquilo que ele havia criado “o livre arbítrio”. De inicio os anjos de Deus se manifestaram para defender a divina trindade, logo ouve guerra. Ninguém sabe quanto tempo durou esta guerra, mas sabemos que após certo tempo Deus começou a atuar nesta guerra para dar um fim a ela. Para que guerra fosse ali encerrada Deus tomou a Lúcifer a os seus anjos seguidores e os lançou para fora do paraíso de Deus, o céu dos céus. Deus os lançou contra a Terra. Sobre isto lemos em alguns trechos da Bíblia:        

Isaias 14:12 – “...Como caíste desde o céu, ó Lúcifer, filho da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações!”. O trecho acima no hebraico seria mais ou menos assim: ‘EIK NAPHAL SHAMAYIM HEYL’EL BEM SHACAR ‘GADA ÉRET CHALASH GOWY. O nome original de Lúcifer é “HEYL’EL” que significa o portador da Luz. Lúcifer lançado, jogado contra a Terra.     

Apocalipse 12:7-8 – “... Mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou nos céus. E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele.” 

Lucas 10:18 – “... e disse Jesus: Eu via Satanás, como raio, cair do céu.” 

Apocalipse 6:13 – “... E as estrelas do céu caíram sobre a terra, como quando a figueira lança de si os seus figos verdes, abalada por um vento forte.”        

Apocalipse 12:4 – “... E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra...”   

II Pedro 2:4 – “...Porque, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o juízo”.       

Lemos acima trechos que nos dão uma breve visão de que Lúcifer a terça parte dos anjos foram expulsos do céu, foram jogados contra a Terra. E se foram jogados contra a Terra, para justificar a hipótse de que o planeta naquela época remota tinha passado por uma primeira destruição, por um grande abalo, teríamos que crêr também que os anjos tinham corpos com massa física, assim como qualquer corpo animado ou inanimado. E se o corpo de um anjo realmente possui massa, logo se este corpo bater contra algo haverá choque, haverá impacto.        

De fato a Bíblia nos diz que estes anjos tinham corpo. Sobre isto lemos Judas 1:6 - “...E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia...”. A palavra habitação neste texto é o mesmo que corpo.       

Em I Coríntios 15:40 lemos também: “... E há corpos celestes e corpos terrestres, mas uma é a glória dos celestes e outra a dos terrestres.” Neste trecho a palavra “corpo” em grego é “SOMA” e é aplicada a corpo de todas as naturezas desde homens, animais e plantas e também seres espirituais. A palavra “celeste” é “EPOURANIOS”, relativo aos céus, a Deus, a anjos, ou mais especificadamente de origem divina ou da natureza divina. Neste texto também a palavra “terrestres” é “EPIGEIOS”, que significa mundano, do mundo, física ou moralmente. Segundo este verso bíblico existe diferenças entre estes corpos e entre as suas glórias, e esta diferença consiste em que os corpos terrestres estão limitados a esta nossa dimensão de espaço e tempo, e os corpos celestes estão fora desta prisão de tempo e espaço.

Em Judas 1:6 relata que Lúcifer e seus seguidores após sua rebelião frustrada tiveram que abandonar “seus principados” e “sua própria habitação”. A palavra “guardaram” em grego é “TEREO”, manter o estado no qual foi feito, ou seja, estes seres não conseguiram manter-se da forma que eram, da forma que foram criados. Com isto perderam seu principado (do grego ARCHE) e deixaram sua “habitação” do grego “OIKETERION”, que pode ser traduzido literalmente por “corpo”.

Percebemos então que a arrogância e irresponsabilidade de Lúcifer e seus anjos provocara a perda de seus corpos. Eles perderam um doas mais importantes e melhores bens que possuíam, agora transformando-se em espíritos errantes à procura de corpos em que possam se “vestir” e se manifestar. Eis a razão da existência das chamadas possessões demoníacas, usando muitas vezes a ignorância do ser humano, estes seres abusam de seus corpos para terem a sensação de que “possuem, habitam em um corpo” mesmo que este não lhes pertença.      

Em Marcos capítulo 5 conta a história de uma pessoa endemoniada, que se apresentava fora de si e com grande poder físico. Após Jesus falar com este homem os espíritos se apresentaram como sendo os possuidores daquele porque. Jesus ordenou que eles saíssem do corpo daquele homem, e os espíritos pediram então para que eles entrassem nos corpos dos porcos que ali estavam. E porque pediram isto? Porque os espíritos que perderam seus corpos milhões de anos atrás desejam ardentemente ter as suas sensações de volta.

Curiosamente além do desejo ardente de possuírem corpos de novo, estes serem são necessitados de adoração. Eles querem ser adorados continuamente, para desta forma se sentirem importantes. Em I Coríntios 10:20 lemos: “... Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios.” – Na obsessão de receber adoração, os seres que seguiam a Lúcifer juntamente com ele colocam-se em qualquer objeto que receba qualquer tipo de louvor, e estes seres na sua maldade roubam este louvor para si. Por esta razão Deus proibiu qualquer tipo de adoração. Porque a adoração a ídolos, pelos motivos citados “fortalece” estes espíritos.    

Quando perderam seus corpos celestes, estes também perderam algumas habilidades. Uma delas é a capacidade de serem vistos como são. Através da Bíblia sabemos que os anjos além de serem vistos por visão espiritual podem ser vistos em suas formas a olho nu. Abaão, Jacó e Ló foram alguns enre muitos outros que falaram e até comeram com estes anjos de Deus. Jacó chegou a lutar fisicamente com um anjo. O próprio nascimento de Jesus foi anunciado a Maria por uma anjo. Portanto são numerosos os casos e registros bíblicos de pessoas que viram anjos sem nenhum artifícios ou dom espiritual. 

Em II Coríntios 11:14 lemos: “...E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.” - Os espíritos que perderam seus corpos, na insistência de terem adoradores se manifestam de alguma forma como anjo de luz. Isto não é difícil para quem já o foi. Muitos pensar estar conversando com seus antepassados já mortos mas estão sendo enganados. Quando Saul, então rei de Israel, foi consultar uma médium, esta teve a visão de Samuel (profeta de Deus que a pouco tempo morrera). Somente a médium viu o espírito que se parecia com Samuel. Mais ninguém o viu. Este espírito fez previsões para Saul, mas nada, absolutamente nada do que o espírito falou que iria acontecer de fato ocorreu. O que a médium viu foi um espírito, um anjo caído, tomando as formas do profeta Samuel, para se passar por ele.

Em Efésios 6:16 lemos “...Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.” – Neste trecho lemos sobre uma hierarquia do exército de Lúcifer, que era assim formado:       

PRÍNCIPES – do hebraico SAR, significa comandante, líder, cabeça, um nobre abaixo do rei, o que dita as regras. Em grego a palavra príncipe é ARCHON e significa o primeiro em grau e poder.        

PRINCIPADOS – do grego ARCHE. Estes são uma categoria especial de seres espirituais. São o ponto mais alto da hierarquia do exército de Lúcifer.    

POTESTADES – do grego EXOUSIA. Este grupo se caracteriza por habilidade, capacidade, competência e domínio. Estes tem poder para tomar decisões. São a coroa do exército. São eles que exercem autoridade sobre o restante do exército de Lúcifer.     

PRINCIPE DAS TREVAS DESTE SÉCULO – do grego KOSMOKRATOR. Este é o título de Lúcifer.        

HOSTES ESPIRITUAIS DO MAL – do grego SKOTOS. São os que vivem na escuridão. Eles são os que “escurecem” a vida dos seres humanos. São extremamente perigosos porque eles têm domínio, ou seja, capacidade de produzir possessão tornando-se senhores daquela vida.     

Caros leitores, ainda temos muito que ler e aprender sobre os anjos que foram expulsos da presença de Deus, sobre Lúcifer (que de anjo se tornou adversário de Deus), sobre um lugar chamado inferno a qual Deus criou para os anjos caídos, entre outras coisas. Na semana que vem darei continuidade a este estudo, onde iremos abordar todos estes pontos, de forma a termos uma melhor compreensão deste assunto, e que segundo João em seu Apocalipse, estes seres voltarão com força total para fazer do mundo um lugar pior do que já atualmente.

Postado por Edson Novaes é membro da IGREJA BATISTA desde 1989, atuando como organista, pianista e palestrante de temas bíblicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário